domingo, 9 de agosto de 2009

veja um pouco do nosso X grupo de apoio ao tdah, em vila isabel.

video

Ao contrário do que se imaginava, o TDA/H não é uma doença “inocente” e benigna. Em virtude do significativo impacto causado por ela na sociedade, em que se pese, entre outros, o sentimento de fracasso precoce relatado por grande parte dos pacientes e o alto custo da doença, o TDA/H é uma condição séria e que exige intervenção imediata com profissionais qualificados para o diagnóstico, tratamento e manejo dos sintomas. Estudos estatísticos mostram que crianças com TDA/H quando comparadas a crianças sem o TDA/H e da mesma idade e condição sócio-econômica, apresentam maiores riscos de sofrerem rejeição e preconceito, bem como de apresentarem mais problemas sociais, afetivos, acadêmicos e laborativos, além de desenvolverem mais transtornos neuropsiquiátricos ao longo da vida.

Um comentário:

Júnia L. disse...

Muito boa sua iniciativa, eu ja tive um blog onde eu falava muito sobre o assunto, mas como uma boa TDAH (rs) um dia deletei tudo.
Estou tentando retonar, as pessoas precisam saber mais sobre esse assunto.

Bjao


Júnia